Após ter gasto em outros fins o dinheiro, alheio, que lhe tinha sido entregue para compra de produto alimentar, o jovem, cujo nome não é revelado, não suportou a pressão da cobrança e pôs fim a vida, segundo o porta-voz da polícia local, inspector-chefe, Luís Zilungo.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.