Segundo uma fonte da polícia contactada pela Angop hoje, sexta-feira, o homem de 30 anos de idade é considerado perigoso e exercia a função de lotador.

O homicídio resultou de uma divergência entre ambos, quando o acusado exigia a quantia de cem kwanzas, alegadamente por ter lotado a viatura da vítima.

“Acto contínuo, o lotador desferiu os golpes, com o objecto perfurante, no pescoço e abdómen da vítima que morreu no local”, refere a nota.

Fonte da corporação ouvido pela Angop disse que o acusado possui um histórico de actos de agressão contra taxistas e mesmo sem prestar o serviço exigia valores monetários.

Os lotadores são elementos que auxiliam os taxistas a preencher as viaturas nas paragens ou chamadas placas em diferentes pontos da província de Luanda. Por cada serviço prestado são pagos entre cem a 150 kwanzas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.