Em declarações à Angop, o segundo comandante provincial do Bengo da Polícia Nacional, sub-comissário José Amaro Franco, explicou que a destruição do “cannabis sativa” foi possível devido a colaboração da população e da intensificação das acções operativas dos efectivos do Serviço de Investigação Criminal (SIC) e da Polícia da Guarda Fronteiras, no âmbito da operação "OSALAM” da SADC, em curso desde 30 de Outubro deste ano.

Realçou que o referido produto tinha como destino a capital do país (Luanda), para a sua comercialização.

Na operação foram detidos seis supostos produtores da referida droga, seis electro-bombas, uma caçadeira e uma motorizada,

Ainda no âmbito da operação, foram detidos por entrada e estadia ilegal no território nacional 19 estrangeiros provenientes da RDC, que pagaram 600 dólares cada a um cidadão nacional para atingir a cidade de Luanda, nas zonas ou localidades preferenciais do Palanca, Hoji ya Henda, Malueca e Mabor.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.