O Juiz do Tribunal de Comarca da Matala, Nazaré António, sentenciou, de entre os condenados, dois catequistas católicos a dois meses de prisão, convertidos em multas de sete mil Kwanzas, cada, por terem celebrado missas em suas casas.

Segundo director do gabinete de comunicação institucional e imprensa da delegação do Interior, inspector Manuel Halaiwa, foram condenados oito cidadãos, dos 25 julgados, entre sete dias a dois meses, por desobediência e injúria contra agentes de autoridade. As multas rondam entre os dois mil aos 40 mil Kwanzas.

Segundo a fonte, 17 cidadãos foram absolvidos e mandados em liberdade.

Desde a entrada em vigor do Estado de Emergência, 70 cidadãos foram julgados, de um total de mais de 233 detidos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.