A informação foi avançada hoje (quinta-feira), nesta cidade, pelo porta-voz do Serviço de Protecção Civil e Bombeiros na Huíla, terceiro sub-chefe Inocêncio Hungulo, declarando que desconfia-se que o mesmo possa ter acontecido com a mãe.

Explicou que o facto ocorreu quando os dois tentavam atravessar o rio a nado, tendo sido arrastados pela correnteza, devido ao alto nível do caudal.  A criança foi encontrada sete horas depois do sucedido, ao  passo que a mãe, de 22 anos, encontra-se ainda desaparecida, apesar das buscas para sua localização e resgate.

Ainda no âmbito dos resgates, os bombeiros removeram de uma logoa um adolescente de 18 anos de idade, pelas 17 horas, por presumível afogamento, no municipio da Humpata.

Salientou que duas pessoas morreram igualmente vítimas de descargas atmosféricas nos municípios de Caconda e Cacula, província da Huila, quando encontravam-se nas suas residências.

Inocêncio Hungulo frisou que fruto das fortes chuvas que têm ocorrido no município do Lubango uma casa desabou parcialmente no bairro da Eywa, causando ferimentos graves a uma criança, que se encontra em coma numa das unidades hospitalares da cidade.

Ainda por consequência da chuva, ocorreu um desabamento de um aqueduto que liga os bairros do Hongo e Tchicunda e uma de uma residência no bairro Ecofrio, no municipio da Humpata e assim como a descobertura de tecto de 10  casas, três armazéns e uma padaria.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.