A criança, cuja mãe presume-se ser uma doente mental, foi encontrada por um ancião de 80 anos.

Em declarações à imprensa, a directora municipal em exercício da Acção Social, Delfina Nzuzi, lamentou o sucedido e disse que, enquanto decorem diligências para se localizar a família, a criança estará sob responsabilidade desta instituição na região.

“Caso não for localizada a família, a criança poderá ser encaminhada para o centro de acolhimento Frei Giorgio Zulianello, em Mbanza Kongo, capital da província”, explicou a fonte.

O porta-voz interino da Delegação Provincial do Interior, Luís Bernardo, disse que o Serviço de Investigação Criminal (SIC) já está ao corrente da situação e trabalha para esclarecer o sucedido nos próximos dias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.