A informação foi avança hoje, terça-feira,  no Dundo, pela porta-voz da Comissão Multissetorial de Resposta ao Covid-19 , Filomena Simão,  sublinhando que a medida visa mitigar a escassez de camas nas unidades sanitárias.

Disponibilizados os hotéis, o governo criará as condições de biossegurança, bem como equipamentos de suporte,  sobretudo ventiladores e balas de oxigênio.

No município de Chitato, capital da província da Lunda Norte, estão criados dois centros de quarentenas e quatro salas isoladas no Hospital David Bernardino,  para o internamento.

Ao nível dos municípios do interior, os hospitais gerais servirão de centros de internamento.

Actualmente 35 cidadãos estão em quarentena, sendo dois institucional e 33 domiciliares, enquanto sete foram liberados por não apresentarem sintomas compatíveis ao Covid-19.

Angola continua com quatro casos positivos, um curado e  duas mortes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.