Segundo uma fonte policial, os detidos serão soltos após cumprirem 12 horas de retenção nas diversas unidades policiais da província de Benguela.

Na mesma senda, disse que enquanto se encontram detidos estão a ser sensibilizados sobre as medidas de prevenção da pandemia do Coronavírus (Covid-19) que assola o país e o mundo, bem como sobre o Estado de Emergência decretado pelo Presidente da República, João Lourenço.

A Angop apurou que foram igualmente apreendidas 60 viaturas e 100 motorizadas diversas, cujos condutores circulavam na via pública sem quaisquer motivos plausíveis.

Ainda no período em referência, o comando da PN realizou operações de controlo nos dois maiores mercados da província, o 04 de Abril, em Benguela, que diariamente alberga mais de sete mil pessoas, e a praça do Tchapanguele, no município do Lobito.

Entretanto, o comando local da PN reitera o apelo à população no sentido de acatar as orientações das autoridades sanitárias e das forças de defesa e segurança, no sentido de permanecerem em casa e de só saírem à rua por razões de excepção.

O Governo angolano interditou, a partir das zero de sexta-feira (27), a circulação e a permanência de pessoas na via pública, devendo os cidadãos estarem submetidos ao recolhimento domiciliar, no quadro das medidas de contenção à propagação da pandemia coronavírus (Covid-19).

Segundo o ministro da Administração do Território e Reforma do Estado, Adão de Almeida, excepcionalmente, os cidadãos poderão gozar do direito de circulação em situações de deslocações urgentes para a aquisição de bens e serviços essenciais.

Na lista de excepções estão também as situações em que o cidadão desempenha actividade profissional em instituições em funcionamento durante a vigência do estado de emergência.

Em conferência de imprensa, Adão de Almeida sublinhou que o regime de excepção se estende à circulação de pessoas para obtenção de cuidados de saúde, entrega de bens alimentares ao domicílio, a assistência a pessoas vulneráveis, participação em acções de voluntariado e a busca de serviços bancários.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.