Os resultados anunciados esta sexta-feira, em Luanda, pelo secretário de Estado para a Saúde Pública, Franco Mufinda, durante a habitual actualização de dados sobre a covid-19, surgem na sequência de um dos efectivos da Polícia Nacional, destacado no CIAM, testar positivo à covid-19, fruto do primeiro exame efectuado aos respectivos profissionais.

Segundo Franco Mufinda, o efectivo infectado ainda continua a ser um caso de estudo para se apurar o seu vínculo epidemiológico e enquadrar o grupo a que pertence (transmissão local ou comunitária).

A par desse caso por determinar, existe ainda mais 25 infectados nessa condição, dos quais seis foram anunciados esta sexta-feira, numa altura em que o país diagnosticou, pela primeira vez, 32 novos casos positivos de covid-19 em 24 horas.

Conforme o dirigente, maior parte dos casos positivos ainda sem vínculo epidemiológico estão a ser diagnosticados no rastreio e na testagem aleatória que está a ser feita aos doentes com síndrome respiratório agudo grave nas unidades sanitárias do país.

Apontou os municípios de Cazenga, Talatona, Belas e os distritos urbanos das Imgombotas e Maianga como os principais locais com maior número de infectados, entre casos importados, transmissão local e sem vínculo epidemiológico.

Citando a Organização Mundial da Saúde (OMS), Franco Mufinda reafirmou que o número de casos sem vínculo epidemiológico registado nas localidades mais afectadas ainda “não preenchem o critério de transmissão comunitária ou sustentada”.

Esclareceu que a transmissão comunitária ou sustentada surge apenas quando se regista um número elevado de casos positivos sem as respectivas cadeias de transmissão definida ou sem vínculo epidemiológico.

Em função do aumento exponencial do número de casos no país, o secretário de Estado reforça o apelo aos cidadãos a redobrarem os esforços no cumprimento das medidas preventivas, como a lavagem constante das mãos, uso correcto da máscara, distanciamento físico, entre outras.

Com os novos 32 casos diagnosticados hoje, o número total de infectados no país sobe para 244 casos positivos, dos quais 153 activos, sendo seis que requerem atenção especial da equipa médica, 81 recuperados e 10 óbitos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.