O também comandante provincial da Polícia Nacional na Huíla considerou o posto da ponte sobre o rio Cutemboo, que visitou, como a porta principal de entrada de pessoas na província por via terrestre.

Divaldo Martins alertou que, por esse caminho da Estrada Nacional 105, passam pessoas do "bem e do mal", daí a razão de se redobrar a atenção para não só combater o crime, mas também travar os violadores da cerca sanitária de Luanda.

O comissário recomendou aos efectivos do Minint e técnicos de saúde a um maior empenho, vigilância e rigor no rastreio das pessoas, uma vez que são registados, diariamente, mais de 200 cidadãos.

Durante  a visita ao posto policial do Cutembo,  o oficial superior da corporação constatou o estado de prontidão das forças de defesa e segurança, avaliou o modo de actuação e a modalidade de rastreio dos passageiros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.