A recomendação resulta de um encontro técnico de concertação de estratégias para dinamizar a vigilância ao longo dos postos de controlo inter-provincial na estrada nacional 230, que liga Luanda às províncias do Bengo, Cuanza Norte, Malanje, Lunda Sul, Lunda Norte, entre os vice-governadores para o sector político, social e económico, comandantes provinciais e directores da saúde das três províncias.

A reunião recomendou que se estabeleça um horário para a circulação dos camiões que transportam bens de consumo e material diversos e propor a colocação de mais dispositivos de segurança ao longo das estradas nacionais 230 e 225.

De acordo com o porta-voz do encontro, Gimi Nhunga, foi igualmente recomendada a recolha obrigatória de amostras aos camionistas para os testes laboratoriais, reforço na desinfestação das viaturas que circulam o troço, bem como o aumento de triagem nas comunidades situadas ao longo da estrada nacional.

Amostras resultam negativas

Os testes laboratoriais das 59 amostras recolhidas aos cidadãos que “furaram” a cerca sanitária de Luanda e da fronteira com a República Democrática do Congo, com destino à Lunda Norte, resultaram negativo, segundo o coordenador adjunto da Comissão Multissectorial de Resposta à Covid-19.

Por outro lado, esclareceu que as causas da morte do cidadão de mais de 40 anos, que se encontrava em quarentena institucional, estão associadas a hipertensão arterial, não com à Covid-19 como se está a especular nas redes sociais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.