De acordo com o delegado da Caixa de Segurança Social das FAA em Cabinda, Brigadeiro José Goma Puati, a sua instituição controla 694 pensionistas.

José Goma Puati, que se pronunciava na abertura do processo de prova de vida, precisou que desse número 324 são da pensão de reforma, 136 da pensão de sobrevivência e 216 descendentes.

Exortou aos beneficiários para uma melhor reflexão sobre o uso e aplicação das pensões, pois além de ser um direito pessoal deve-se reconhecer o esforço que o Executivo faz para mantê-la, criando assim um melhor ambiente social nas famílias.

O responsável fez saber que para o presente ano as pensões estão pagas até o mês de Maio último.

O processo de prova de vida ora aberto, a nível da província de Cabinda, terá a duração de duas semanas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.