De acordo com um comunicado de imprensa da delegação provincial do Ministério do Interior,  a que a Angop teve acesso nesta segunda-feira, os efectivos acusados da morte do jovem Quintas Feliciano, foram encaminhados hoje( segunda-feira) ao  Ministério Público para o primeiro interrogatório

O comunicado aponta que, quatro cidadãos suspeitos de vários crimes foram detidos por efectivos do SIC, no dia 17 de Janeiro, quando efectuavam uma micro-operação no bairro da Graça, arredores da cidade de Benguela.

Segundo denuncias, um dos detidos era o jovem Quintas Feliciano, que foi alegadamente agredido pelos efectivos, tendo falecido no Hospital Geral de Benguela, dias depois da soltura.

O ministério abriu um processo-crime e outro de averiguação para se determinar a veracidade dos factos.

A delegação do Minint, que lamenta o sucedido,  solidarizou com a família e comprometeu-se a trabalhar para a descoberta da verdade dos factos,  bem como a responsabilização dos supostos infractores.

O órgão apela a calma dos cidadãos e afirma que está a trabalhar para garantir a ordem e a segurança da população no estrito cumprimento das normas previstas na constituição e nas leis vigentes na República de Angola.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.