A informação foi avançada à imprensa, pela segunda comandante provincial da Polícia Nacional no Bengo, Superintendente-Chefe Helena Vaz de Almeida, referindo que os sinistros se consubstanciaram em choques entre veículos automóveis, colisão entre automóveis e motociclos, capotamentos, despistes, atropelamentos, choques contra obstáculos fixos, entre motociclos que causaram danos materiais avaliados em 58.963. 300 kwanzas.

As sinistralidades rodoviárias ocorreram nos municípios do Dande com 126 ocorrências, Dembos (17), Nambuangongo e Ambriz com oito cada, Pango Aluquém (07) e Bula Atumba (03).

O excesso de velocidade, a desobediência ao código de estrada, o mau estado das estradas são tidos como as principais causas dos acidentes de viação ocorridos na província.

Relativamente ao trânsito automóvel, foram aplicadas, por infracções diversas ao código de estrada, 636 multas, no valor de 19 milhões 966 kwanzas aos cofres do Estado.

Neste período foram apreendidas 105 automóveis, 117 motociclos, 900 documentos diversos de veículos e condutores, sendo 250 cartas de condução, 209 livretes, 177 títulos de registos de propriedades e 184 verbetes, dos quais 80 verbetes de veículos por infracções de código de estrada e desobediência das medidas de prevenção da covid 19.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.