Isto porque os encarregados de educação não estar a pagar as propinas já que eles próprios estão sem rendimentos.

Com efeito e depois de um acérrimo debate o governo decidiu que os encarregados

de educação devem pagar ate sessenta porcento das propinas.

Oprofessor Miguel Gonçalves disse que “os colégios estão sem retorno económico porque os encarregados de educação não estão a pagar propinas”.

Outro professor Panzo Miguel disse que se está a viver “uma situação muito difícil para nós”.

“Se por um lado o governo pede para ficarmos em casa por causa do bem maior, a vida, por outro há a fome”,disse.

O presidente do Sinicato dos professores Guilherme Silva entende que o executivo é o responsável directo para a solução desta situação.

“Esses trabalhadores descontam para a segurança social, seria altura do estado usar parte deste valor para alocar as empresas privadas para que estas possam pagar os seus trabalhadores enquanto

durar o estado de emergência”, disse

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.