John Chau, de 27 anos, foi abatido em 16 de novembro quando colocou o pé na ilha Sentinela do Norte, onde a tribo de caçadores coletores vive em autarquia. Oficialmente, é proibido visitar esta ilha do mar de Andaman.

O americano pagou a pescadores locais para que o levassem a Sentinela do Norte, onde vive esta tribo frequentemente descrita como a mais isolada do planeta e que rejeita qualquer contato com o mundo exterior.

Ele recebeu uma chuva de flechas quando desembarcou na ilha, declarou à AFP uma fonte policial que pediu anonimato.

Os pescadores "assustaram-se e fugiram, mas voltaram no dia seguinte e encontraram o corpo na praia", acrescentou.

A polícia indiana abriu uma investigação por homicídio e deteve sete pescadores envolvidos no caso.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.