Trata-se do réu Manuel Lucau Nsoki, agente da  2ª classe, que na última terça-feira e em pleno Estado de Emergência foi apanhado a conduzir uma motorizada num dos bairros periféricos da cidade, acompanhado de uma cidadã.

Ao ser  interpelado pelos colegas em serviço, segundo o juízo da causa, capitão de mar e guerra Francisco Mateus, este insurgiu-se contra as forças da ordem o que levou a sua detenção imediata.

O também presidente do Tribunal da Região Militar Naval Norte disse ainda que o réu foi, igualmente, condenado, pelo crime de desobediência, previsto e punível nos termos do artigo 108 do código penal.

Por sua vez, o procurador militar da Região Naval Norte, Carlos Cristina Correia, afirmou que a medida serve de exemplo para todos os efectivos da Polícia Nacional e  das Forças Armadas Angolanas estacionados na região.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.