Um estudo britânico conclui que as empresas que medem as emissões de carbono não consideram este exercício árduo ou dispendioso e algumas até referem que traz benefícios líquidos para os seus negócios.

Os investigadores, da consultora britânica PricewaterhouseCoopers (PwC) e do Carbon Disclosure Project (CDP), uma organização sem fins lucrativos que ajuda as empresas a contar o carbono, utilizaram uma variedade de métodos, incluindo entrevistas e análises de informações já de domínio público a um levantamento de 155 empresas, grupos alvo, escolhidas para este estudo.

Eles não encontraram benefícios directos e tangíveis no acto da comunicação das emissões, mas dizem, que ao reportar as emissões de carbono força as companhias a medirem as suas emissões e isto traz benefícios. As empresas informaram que ao medir as suas emissões é produzido um incentivo para as reduzir, incluindo a redução dos gastos com a energia.

"Relatar conduz à acção de medir, ajudando as empresas a identificar oportunidades de redução das emissões", diz Joanna Lee, directora de um escritório do CDP. "Isso também ajuda as empresas a definir metas de redução significativas e viáveis, bem como promover uma melhor gestão do risco e uma maior sensibilização de novas oportunidades de mercado." A maioria das empresas afirmou que os custos de medição e dos relatórios das emissões não teve um impacto significativo nos seus negócios.

Fonte: Naturlink

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.