2001

A 11 de setembro de 2001, dois aviões pilotados por membros da al-Qaida embateram nas "torres gémeas" do World Trade Center em Nova Iorque, matando 2 753 pessoas; um terceiro aparelho chocou com o Pentágono, em Washington, causando 184 mortes; e um quarto avião despenhou-se na Pensilvânia, matando mais 40 pessoas.

A televisão iraquiana classifica os ataques contra as torres gémeas como "a operação do século" e diz que os EUA os mereciam pelos crimes que cometeram.

O Presidente norte-americano, George W. Bush, declara guerra ao terrorismo e inclui o Iraque na lista dos países que constituem "o eixo do mal".

2002

29 jan - No seu discurso do Estado da Nação, Bush utiliza pela primeira vez a expressão "eixo do mal". O Presidente norte-americano acusa Iraque, Irão e Coreia do Norte de possuírem armas de destruição maciça e de promoverem o terrorismo, considerando-os uma ameaça à estabilidade mundial.

08 nov - O Conselho de Segurança da ONU aprova, por unanimidade, a resolução 1.441, que obriga o Iraque aceitar o regresso de inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica.

25 nov - Na sequência dos atentados, é criado o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos com a responsabilidade de proteger o território de ataques terroristas e agir em caso de desastres naturais.

Tom Ridge é o primeiro secretário de Segurança Interna. Nos Estados Unidos, a estrutura governativa manteve-se igual durante largos anos, pelo que a criação de um novo departamento se reveste de importância.

2003

27 jan - Inspetores internacionais concluem que não há provas concretas de que o Iraque possui armas de destruição maciça.

05 fev - O secretário de Estado norte-americano Colin Powell vai ao Conselho de Segurança apresentar as provas de que o Iraque continuava a violar as resoluções da ONU. Transcrições de comunicações intercetadas, fotos de satélites e de supostos laboratórios de armas biológicas móveis montados em camiões são alguns dos argumentos apresentados, que não convencem todo o Conselho de Segurança.

15 fev - Ocorrem protestos em todo o mundo contra a guerra no Iraque. Lisboa reúne cerca de 80 mil pessoas e o Porto cinco mil. O académico francês considera que, entre 03 de janeiro e 12 de abril, cerca de 36 milhões de pessoas em todo o mundo participaram nas mais de três mil manifestações contra a invasão então iminente.

16 mar - O Presidente norte-americano, George W. Bush, e os chefes dos governos inglês, Tony Blair, espanhol, José Maria Aznar, e português, Durão Barroso, reúnem-se nos Açores para dar um ultimato a Saddam Hussein, naquele que é considerado o último gesto de diplomacia antes da guerra.

20 mar - Começa a operação "Liberdade do Iraque" com bombardeamento da capital Bagdad.

09 abr - Cai o regime e Saddam Hussein desaparece. Soldados norte-americanos entram em Bagdad e derrubam a estátua do presidente iraquiano na praça Fardus.

01 mai - O Presidente Bush anuncia o fim das operações militares.

22 mai - O Conselho de Segurança da ONU aprova a resolução que põe fim a quase 13 anos de sanções contra o Iraque e entrega o comando do país às forças de ocupação por período indeterminado

13 jul - Formação do Conselho do Governo iraquiano, primeira prova de poder democrático.

22 jul - Os filhos de Saddam Hussein - Uday e Qusay - são mortos em Mossul.

19 ago - Atentado contra a ONU em Bagdad deixa 22 mortos, incluindo o representante da ONU no país, o brasileiro Sérgio Vieira de Mello.

01 set - Primeiro governo pós-Saddam.

02 out - Grupo de inspeção no Iraque admite não ter encontrado nenhuma arma de destruição maciça no Iraque.

13 dez - Soldados dos EUA capturam Saddam dentro de um buraco em Tikrit, norte do Iraque.

2004

28 abr - Televisões divulgam imagens de maus-tratos a presos iraquianos na prisão de Abu Ghraib, em Bagdad.

28 jun - O xiita Iyad Allawi é nomeado primeiro-ministro.

09 jul - Senado norte-americano conclui que serviços secretos exageraram ameaça do Iraque.

02 nov - George W. Bush é reeleito Presidente dos Estados Unidos na primeira votação desde 1998 em que o vencedor teve mais de 50 por cento dos votos.

07 nov - Mais de 1.600 rebeldes morrem num ataque a Falujjah.

08 nov - NATO aprova missão no país para formar forças iraquianas.

2005

30 jan - Coligação xiita Aliança Iraquiana Unida vence as primeiras eleições legislativas em 50 anos

28 fev - Ataque reivindicado pelo líder da al-Qaida no Iraque, Abu Musab al-Zarqawi, faz 118 mortos em Hilla, no centro do país.

06 e 07 abr - O curdo Jalal Talabani é eleito Presidente e o xiita Ibrahim al-Jaafari nomeado primeiro-ministro

15 out - Nova Constituição iraquiana é aprovada por 78 por cento dos votos.

2006

22 abr - O xiita Nuri al-Maliki é convidado a formar o novo governo.

04 mai - O franco-marroquino Zacarias Moussaoui é condenado a prisão perpétua, por cumplicidade nos atentados de 11 de Setembro. Moussaoui era o 20º terrorista que não entrou num dos aviões por ter sido detido dias antes por infrações às leis da imigração.

08 jun - O líder da al-Qaida no Iraque, Abu Musab al-Zarqawi, morre num ataque aéreo.

07 set - O Governo iraquiano assume o comando militar.

05 nov - Saddam Husseim é condenado à morte.

23 nov - Atentados fazem, pelo menos, 230 mortos num bairro xiita em Bagdad.

06 dez - O relatório Baker recomenda o início da retirada das tropas em 2008

30 dez - Saddam Hussein é enforcado

2007

10 jan - O Presidente Bush envia 21500 soldados adicionais para o Iraque.

20 mar - Ex-vice-Presidente Taha Yassine Ramadan é enforcado.

15 jun - Os EUA anunciam o fim da fase de reforços militares.

24 jun - "Ali, o Químico", primo de Saddam Hussein, é condenado à morte pelo massacre de 182 mil curdos em 1988. Será executado em janeiro de 2010.

14 ago - Pelo menos 250 mortos em atentado na província de Ninive, o mais sangrento desde a queda de Saddam.

03 set - Visita surpresa do Presidente Bush, que sugere uma possível retirada de soldados. Reino Unido retira suas tropas de Bassorá.

10 set - O comandante dos EUA no Iraque, general David Petraeus, recomenda reduzir o contingente em mais de 20 mil soldados até meados de 2008.

2008

02 de março - Visita histórica a Bagdad do Presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad.

04 a 30 mar - Confrontos em Bassorá com milícia de Muqtada al Sadr provocam mais de 300 mortos.

22 jul - Cinco brigadas de combate norte-americanas enviadas em 2007 deixam o Iraque, permanecendo no país 147 mil soldados dos EUA.

01 out - Governo iraquiano passa a controlar milícias sunitas que lutam contra a al-Qaida.

04 nov - Barack Obama é eleito o 44º Presidente dos Estados Unidos com 52,9 por cento dos votos.

17 nov - Iraque e EUA assinam acordo que prevê a desocupação militar até ao final de 2011. O acordo dá, pela primeira vez, ao governo local autoridade sobre a missão dos EUA.

2009

01 jan - Pacto de segurança EUA-Iraque entra em vigor, colocando 140 mil soldados dos EUA sob a autoridade iraquiana.

27 fev - O novo Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anuncia saída do grosso das tropas até agosto, ficando 50 mil soldados no Iraque para tarefas de formação e apoio aos soldados iraquianos.

30 jun - Tropas EUA começam retirada das cidades.

19 ago/25 out/08 dez: Atentados em Bagdad contra prédios do governo fazem 386 mortos.

2010

02 ago - Obama confirma o fim da missão de combate a 31 de agosto.

18 ago - Últimas tropas de combate dos EUA retiram-se do Iraque rumo ao Kuwait.

31 ago: Acaba a "Operação Liberdade", que começou em 2003.

01 set - Início da "Operação Novo Amanhecer", na qual os soldados norte-americanos que ficam no Iraque vão cumprir missões de formação e apoio.

2011

04 abr - Os Estados Unidos decidem levar o cérebro do 11 de setembro, Khalid Sheikh Mohammed, a julgamento num tribunal militar na base naval de Guantánamo, em Cuba. Esta decisão é uma reviravolta para a Casa Branca, que pretendia julgar Mohammed e outros acusados dos ataques terroristas de 11 de setembro num tribunal civil federal.

Voltar

MCL.

LUsa/fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.