Os resultados definitivos da sessão indicam que o tecnológico Nasdaq ganhou 1,13%, para as 9.628,39 unidades, e o alargado S&P500 progrediu 0,73%, para os 3.352,09 pontos, níveis nunca alcançados por estes índices nos fechos das sessões.

O seletivo Dow Jones Industrial Average valorizou 0,60%, para os 29.276,82 pontos.

Depois de terem aberto em baixa, os principais índices rapidamente passaram a evoluir em alta, para assim concluírem pela quinta vez nas últimas seis sessões.

“Os investidores reagiram a uma época de resultados sólidos, sem serem excecionais”, considerou J. J. Kinahan, da TD Ameritrade.

Segundo o gabinete Factset, cerca de 65% das empresas do S&P500 já divulgaram os resultados trimestrais. Considerando estes números e as estimativas relativas às sociedades que ainda os têm de divulgar, a previsão é a de um aumento do lucro por ação em 0,76% no último trimestre do ano passado. Ora, no início da época dos resultados o que se esperava era uma queda destes lucros em 2%.

O desempenho bolsista de hoje assentou em muito nos índices tecnológicos. O subíndice que os agrupa no S&P500 apreciou 1,35%.

Vários nomes relevantes da praça terminaram em alta, como a Microsoft (+2,62%), a ‘holding’ da Google, a Alphabet (+2,0%), a Amazon (+2,63%) ou ainda a Boeing (+2,35%).

Por outro lado, os investidores continuaram a acompanhar os desenvolvimentos da epidemia de pneumonia viral chinesa.

O balanço desta epidemia agravou-se na China, superando os 900 mortos, com o presidente chinês, Xi Jinping, a apareceu em público pela primeira vez, com a cara tapada por uma máscara de proteção, apelando a medidas “mais fortes e decisivas” contra a doença.

A prevista recuperação económica do país afigura-se muito complicada.

“Isto pode piorar, mas os investidores sentem-se tranquilos com o que sabem de momento”, especificou Kinahan.

A semana vai ser animada com a publicação de vários indicadores que permitem avaliar a saúde da economia norte-americana, bem como pela audição do presidente da Reserva Federal no Congresso, na terça e na quarta-feira.

RN // SR

Lusa/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.