Em declarações à Angop, o soba da aldeia, Domingos António, considera que a falta de meios tractores e charruas para a preparação de terras para o cultivo de produtos diversos, dificulta o aumento e o relançamento da produção agrícola na localidade.

Explicou ainda que muitos camponeses da comunidade estão empenhados na produção, uma vez que a localidade é potencialmente agrícola, mas a insuficiência de meios de cultivo, condiciona que os camponeses produzam grandes parcelas de terras, pelo facto de serem usados meios rudimentares.

Disse que a população necessita ainda carece de catanas, enxadas, machados, limas, charruas e outros meios para o cultivo.

A localidade de Kissala Fundo, dista a 111 quilómetros da cidade do Uíge, e possui uma população estimada em 200 habitantes, maioritariamente camponesa. Dedica-se ao cultivo de feijão, milho, mandioca, assim como da caça.