"Esperamos que a inflação desça para 17,5% em Setembro, depois de ter registado 18,6% em Agosto face aos períodos homólogos; uma vez que as reservas em moeda estrangeira continuam a cair, parece provável que o Banco Nacional de Angola continue a desvalorizar o kwanza", escrevem os analistas.

Na nota enviada aos investidores, e a que a Lusa teve acesso, os analistas do Standard Bank salientam que as reservas de Angola em moeda externa continuam a cair, tendo descido de 18 mil milhões de dólares em dezembro do ano passado, para 17,1 mil milhões em Agosto e para 16,5 mil milhões de dólares em Setembro.

"Aparentemente, a pressão na balança de pagamentos ainda está por aliviar, apesar da subida dos preços do petróleo", acrescentam os analistas, concluindo que "como o Governo está a negociar financiamento do Fundo Monetário Internacional, estas pressões deverão abrandar em breve".