Recorde-se que este resultado contrasta com o registado no exercício de 2017, no qual a empresa registou um resultado líquido negativo de 9 milhões de dólares.

Em termos de contribuições fiscais, a SODIAM efectuou ao Estado um pagamento de 22 milhões de dólares, relativos ao Imposto Industrial.

No ano em análise o volume global de diamantes comercializados totalizou 8.408.687,87 de quilates, dos quais 96,3% eram de origem industrial e 3,7% do mercado artesanal.

O ano de 2018 foi também marcado pelo aumento do preço médio dos diamantes brutos de Angola em cerca de 24% face ao ano de 2017, sendo que a taxa máxima de crescimento do preço médio para alguns projectos atingiu aproximadamente os 100%.

A Administração da SODIAM congratula-se com os resultados alcançados “e espera que a empresa tenha em 2019 resultados igualmente positivos. Sobretudo, porque este foi um ano relevante para o sector diamantífero em Angola, no que diz respeito à implementação da Nova Política de Comercialização de Diamantes aprovada pelo Decreto Presidencial nº 175/18, de 27 de Julho, assim como do Regulamento Técnico de Comercialização de Diamantes Brutos, aprovado pelo Decreto Presidencial n.º 35/19 de 31 de Janeiro”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.