O uso do referido software, que entra em funcionamento nos próximos oito dias, enquadra-se no novo sistema de pagamento, através do Sistema Integrado do Comércio Externo (Sicoex), afirmou o director do Gabinete de Tecnologia de Informação do Ministério do Comércio, Domingos Alexandre.

O responsável, que falava no encontro de apresentação do software aos membros da Câmara dos Despachantes Oficiais, informou que o pagamento será feito através de um ATM, Internet bank, multicaixa expresso, entre outras ferramentas bancárias.

A iniciativa vai igualmente facilitar na obtenção de dados estatísticos do número de importadores, despachantes e quantidades de produtos movimentos no país, daí a importância deste registo.

Domingos Alexandre referiu que os despachantes e importadores devem ter um saldo máximo na conta corrente de AKZ 100 mil, e em cada licenciamento efectua-se o pagamento de mil kwanzas.

O representante da Câmara dos Despachantes Oficiais, Luís Chagas Januário, afirmou que o novo sistema de pagamento para o registo nas transacções de mercadorias vai permitir a redução de tempo, evitar o transporte de papéis e maior celeridade no processo.

Ao contrário do actual sistema de pagamento que obriga os despachantes a recorrerem aos bairros fiscais para efectuar o pagamento, depois levar os comprovativos ao Ministério do Comércio para serem lançados no processo dos importadores.

Mais de 100 despachantes estão licenciados para actividade comercial no país.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.