Em evidência estiveram Unitel (operadora angolana de telefonia), a Movicel (outra empresa nacional do mesmo ramo), a SIEMENS (multinacional alemã), a companhia sul-coreana LG e ao Banco de Poupança e Crédito (BPC), que com as novidades reafirmaram o seu compromisso com o públicos e capacidade de resposta face às exigências e intermitência do mercado angolano.

A Unitel lançou um “Wi – FI” público para acesso à internet em banda larga, estando disponível, numa primeira etapa, nos perímetros da FILDA e do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, por serem as áreas de Luanda com maior movimentação nesta fase embrionária do projecto, que ainda este ano será expandido por todo o país.

Neste serviço, a firma oferece um bónus diário e gratuito de 200 megabytes (MB) aos seus clientes, que neste mesmo dia (22) passaram a usufruir de um portal – designado CR7, no qual os utentes poderão ter acesso à informações e imagens exclusivas sobre Cristiano Ronaldo (melhor jogador de futebol da actualidade), através de uma subscrição.

A operadora tornou ainda público um novo serviço de recarga electrónica (o “Seller”), que permite aos clientes fazer o carregamento electrónico de saldo, através de um telemóvel, utilizando montantes variáveis, a partir de 360 kwanzas. Já a Movicel, em parceria com a Life's Good (LG) apresentou a última gama dos Smartphones – o LG G4, que foi também sorteado na ocasião.

Por sua vez, a SIEMENS Angola apresentou a sua primeira central de serviços submarinos em Angola (SubSea Center Angola), uma estrutura de grande importância no sector do petróleo e gás, que permitira disponibilizar aos seus clientes cá no país um conjunto de soluções nas áreas da instalação, inspecção, manutenção e fornecimento de peças.

Este primeiro centro do género em África vai, de igual modo, possibilitar a realização de serviços técnicos e de reparação em projectos ligados aos SubSea, reflectindo a importância que esta empresa alemã dá ao mercado angolano, ao desenvolvimento do país e da sociedade, segundo o seu director-geral, Sérgio Filipe.

Enquanto isso, o Banco de Poupança e Crédito procedeu, por intermédio do seu presidente do Conselho de Administração, Paixão Júnior, ao lançamento de uma plataforma multicanais (denominado Home Banking BPC), que contempla o Mobile Internet Bank e o Sistema de Dar Electrónico para facilitar o movimento das contas dos seus clientes.

Outra nota de realce que atraiu os visitantes e expositores no segundo dia foi a música ao vivo, com as exibições encantadoras de Kweno Ayonda, Nsoki e o kudurista Mandachuva, que fizeram a delícia num dia também dedicado à África do Sul e a Alemanha - este último país convidado especial desta 32ª edição do evento.

“Dinamismo, criatividade e competência na produção nacional: um pressuposto para a diversificação e industrialização da economia angolana e um desafio para a juventude empreendedora” é o lema deste ano que Angola se prepara para comemorar o 40º aniversário da independência nacional (11 de Novembro).

Nela participam 39 países de todos os continentes, expondo produtos de sectores como agronegócios, agricultura, alimentação e bebidas, automobilístico, banca, comércio geral, consultoria, cosmética e beleza, construção civil e energia e das indústrias metalomecânicica, petroquímica, hoteleira, calçados e vestuário, imprensa, imobiliária, entre outros.

A actividade envolve mais de mil homens de negócios, que estão a expor igualmente no evento produtos intrínsecos à logística e transporte, maquinas e equipamentos, móveis e decoração, papelaria, tecnologia de informação e telecomunicação, assim serviços e marcas de entidades governamentais públicas, distribuídos numa área superior a cinco mil metros quadrados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.