De acordo com Domingos do Nascimento, que se pronunciava sobre o Dia Mundial da Meteorologia (23 de Março), esses serviços são transversais a outros sectores, tais como energia, recursos hídricos, agro-pecuária, aviação, saúde e educação, transporte, turismo, seguros, entre outros.

Por esta razão, referiu à Angop, os órgãos de informação e a população em geral devem tomar contacto com as previsões do tempo emitidas diariamente para melhor planificarem a sua jornada e prevenirem-se de eventuais constrangimentos causados por fenómenos naturais.

“Segundo relatórios da Organização Meteorológica Mundial, 90% das perdas económicas são resultantes de fenómenos meteorológicos extremos”, elucidou, informando que o INAMET possui apenas 50 estações meteorológicas, número (para si) insuficiente para todo o país.

Atendendo a extensão do territorial nacional, salientou, este número é insuficiente, mas no ambito da reestruturação do sector prevê-se a criação de 350 estações, que, adicionando a dos parceiros, a meta é chegar às 500 unidades num período de sete anos.

Domingos do Nascimento disse que o INAMET tem cumprido rigorosamente com as suas atribuições, contribuindo para a protecção de vidas e de bens, assim como para o desenvolvimento sustentável de Angola, por meio de informações meteorológicas e geofísicas confiáveis.

Angola é membro da organização desde 1977, através do INAMET, tutelado pelo Ministério das Telecomunicações e Tecnologia de Informação, e que conta com 55 meteorologistas a nível nacional, dos quais 20 de classe I (nível superior) e 35 técnicos médios.

O Dia Mundial da Meteorologia (23 de Março) foi instituído pela ONU, em 1950, por ocasião da entrada em vigor do Convénio sobre a fundação da Organização Mundial da Meteorologia (OMM), com sede em Genebra.

A OMM está presente em 189 países e trabalha, entre outros aspectos, na análise e previsão das variações climáticas do planeta Terra, através de informações sobre a humidade do ar, temperatura, pressão atmosférica, volume da chuva, entre outros dados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.