A quebra nos preços em abril consta do Índice de Preços no Consumidor (IPC), numa evolução que compara com a queda de 0,3% nos preços registada em janeiro e a subida de 0,1% em fevereiro. Em março, os preços não tinham sofrido qualquer oscilação, segundo o INE.

Assim, desde o início do ano, a taxa de variação acumulada do IPC continua negativa, refletindo uma quebra nos preços, em quatro meses, de 0,5% (quedas de 0,3% em janeiro e em abril, subida de 0,1% em fevereiro), valor inferior em 0,7 pontos percentuais ao período homólogo de 2019.

Em abril de 2020, ainda segundo o INE cabo-verdiano, o IPC registou uma variação média, no acumulado dos 12 meses, de 1,3%, idêntico ao mês anterior.

O Governo cabo-verdiano inscreveu para este ano, no Orçamento do Estado, uma previsão para a inflação acumulada de 1,3% (até dezembro). Contudo, devido à crise económica provocada pela pandemia de covid-19, já foi anunciada a necessidade de rever, até junho, o Orçamento do Estado e de todos os indicadores e previsões para o país.

Os preços em Cabo Verde aumentaram 1,9% em 2019, segundo dados divulgados em janeiro pelo INE, dentro do intervalo definido pelo Governo.

No Orçamento do Estado de 2019, o Governo inscreveu uma previsão de inflação de janeiro a dezembro de 1,5 a 2,0%.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.