Segundo a informação veiculada pelo ministério angolano do Interior (MININT), os fiscais do Posto Fiscal Aduaneiro do Luamba (Zaire) aprenderam igualmente, no interior de uma residência, 179 vassouras industriais, 200 escovas sanitárias e 146 embalagens de fraldas descartáveis que seriam transportadas de noite, por via fluvial, para serem comercializadas na República Democrática do Congo.

Os contrabandistas puseram-se em fuga, acrescenta o comunicado do MININT.

As mercadorias foram encaminhadas para a delegação aduaneira do Soyo, no Zaire.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.