A informação foi prestada hoje (segunda-feira) pelo porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional no Cuando Cubango, António Maria.

Segundo o oficial, a carne foi apreendida dentro de uma viatura que vinha do município do Cuito Cuanavale, sendo que os três infractores nacionais se encontram também detidos.

O director interino do Gabinete de Gestão de Resíduos Sólidos e Serviços Comunitários do Cuando Cubango, Júlio Bravo, precisou que a caça foi proibida temporariamente naquela região, pelo que o abate destes animais constitui crime público.

Referiu que, em função do protocolo existente entre os Ministérios do Ambiente e do Interior, se trabalha no combate à caça furtiva e no desmantelamento dos potenciais implicados e que se fará uma apuração para se saber se são espécies protegidas.

Além da carne, foram apreendidas 45 armadilhas de caça de animais diversos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.