Segundo o comunicado de imprensa, o evento é focado para jovens e ideias de negócios, o programa de incubação surge com o objectivo de permitir aos jovens criarem startups inovadoras e sustentáveis com o potencial de fomentar o empreendedorismo e gerar empregos em várias zonas do país.

Segundo Margareth Costa, coordenadora da Orange Corners, este projecto surge em Angola justamente para dar resposta as dificuldades socioeconómicas que o país enfrenta. “Este projecto dá suporte a todos os empreendedores de modo a desenvolverem as suas startups numa fase embrionária dando formações”.

O Orange Corners é uma plataforma para empreendedores e ensina os mesmos a aprenderem, estimularem sua criatividade, expandirem os seus negócios e a sua rede profissional. O objectivo é contribuir para o crescimento econômico de Angola, criando um ambiente para o empreendedorismo local prosperar.

De referir que o Projecto Orange Corners Angola é uma iniciativa da Embaixada do Reino dos Países Baixos, voltado ao fomento de Empreendedorismo em Angola. Direccionado para jovens e ideias de negócios, o programa de incubação surge com o objectivo de permitir aos jovens criarem startups inovadoras e sustentáveis com o potencial de fomentar o empreendedorismo e gerar empregos em várias zonas do país.

Gerida pela empresa Gestão Profissional (GP), esta iniciativa é patrocinada pelo Standard Bank, Kixicrédito e Van Oord e apoiado pela agência de comunicação ZWELA.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.