O lançamento da primeira pedra da empreitada, com um custo de Akz 511.300.256 (quinhentos e onze milhões, trezentos mil e duzentos e cinquenta e seis kwanzas) e duração de quatro meses, esteve a cargo do director geral adjunto do Instituto Nacional de Estradas de Angola, Manuel Lituai. A empresa chinesa R20 é a construtora.

Na ocasião, o administrador municipal de Caimbambo, José Cambiete, enalteceu a importância do acto, na medida em que a nova ponte vai acabar com os constrangimentos na transitabilidade das pessoas, assim como como vai permitir o escoamento dos produtos do campo para a cidade.

O responsável referiu que a comuna da Canhamela é o maior celeiro do município, assim como possui a maior extensão territorial e é a mais populosa.

Por outro lado, informou que, além dos benefícios em termos de circulação de pessoas e bens, a construção da ponte gerou 25 empregos a cidadãos da circunscrição.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.