Escolher um bom vinho, decidir entre branco e tinto, bebê-lo fresco ou à temperatura ambiente, são dúvidas de quem aprecia mas que é pouco entendido.

O enólogo Hélder Cunha fez uma breve apresentação e garantiu que o vinho português é perfeitamente adequado à gastronomia angolana.

Os vinhos portugueses já conquistaram Angola e os angolanos, disso poucos têm dúvidas. Apesar da presença evidente da África do Sul no mercado, Alentejo e Douro fazem parte da maior parte das cartas de vinho dos restaurantes de Luanda.

O enólogo trazido pela Vinhos de Portugal conta que o natural seria os angolanos apreciarem mais vinhos brancos e verdes, por causa do clima, o que não acontece. O tinto ganha preferência e é bebido sempre frio, para compensar o calor, que por norma se faz sentir.

Para a moamba, para o calulu ou para o mufete, Hélder deu-nos todas as opções.

Depois desta visita à mesa angolana, outro mito foi desfeito: "o melhor vinho nem sempre é o mais caro".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.