O Índice de Preços no Consumidor (IPC) registou um agravamento de 0,63% no primeiro mês do ano, contribuindo para uma inflação homóloga de 3,48%.

Os produtos e serviços dos setores de alimentação e bebidas não alcoólicas foram dos que mais contribuíram para a inflação registada em janeiro, segundo o boletim do IPC, que nota como exceção a descida de preços da cebola e carvão.

Os valores do IPC são calculados a partir das variações de preço de um cabaz de bens e serviços, com dados recolhidos nas cidades de Maputo, Beira e Nampula.

LFO // PNG

Lusa/Fim

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.