Na sua óptica, a província da Lunda Sul é rica em recursos hídricos e reúne condições ideais para o cultivo de mandioca, arroz, milho, batata-rena, batata-doce, ananás, banana, manga e hortícolas.

Em declarações hoje à Angop, a propósito da campanha, disse que do referido número de terras que estão a ser lavrados, espera-se colher 362 mil toneladas de produtos diversos, envolvendo 68 mil 978 famílias, divididos 135 associações, cinco cooperativas e pequenos agricultores.

Explicou que, para o êxito da campanha, o Instituto de Desenvolvimento Agrário (IDA) disponibilizou 40 toneladas de adubos compostos, 13 de ureia, 14 de sulfato de amónio, cinco mil enxadas, duas mil e 901 catanas e mil machados.

Sublinhou a continua aposta do Executivo em apoiar as famílias camponesas com meios de trabalho e sementes para reforçarem a capacidade de produção e melhorar a segurança alimentar.

Nelson Senguitale apelou aos empresários do ramo agrícola a investirem no sector, com vista a alavancarem a produção na região.

Para a presente campanha agrícola 2019/2020, o Gabinete Provincial da Agricultura, tem disponível trinta e seis tractores com as respectivas alfaias, que serão entregues aos agricultores da circunscrição, no âmbito do programa de revitalização do sector agrícola na região.

A campanha agrícola 2018/2019 foram preparados manualmente, 101 mil e 241 hectares e 426 mecanizados, tendo colhido mais de 800 mil toneladas de produtos diversos, como mandioca, batata-doce e feijão.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.