Os números do Governo mostram que o desemprego ficou em 2,7% em Novembro, enquanto a relação entre empregos disponíveis e postulantes melhorou levemente em ritmo anual, a 156 por cada 100 demandas, o melhor resultado em quase 44 anos.

Além disso, o país acumula sete trimestres consecutivos de alta, a série mais prolongada em 16 anos, ajudada pelo estímulo dos Jogos Olímpicos de 2020.

A confiança da indústria de manufactura no Japão também registou o nível máximo em 11 anos, segundo uma pesquisa do Banco Central.

O gasto dos consumidores, no entanto, segue lento e a deflação é um fantasma que ameaça a economia.

Apesar de uma política monetária expansiva aplicada há vários anos, o Japão não conseguiu acabar de forma duradoura com a deflação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.