O responsável fez o pedido quando falava à Angop, no âmbito da 9ª edição da Feira de Inovação Tecnológica (FITITEL) que decorre até o dia 16 do corrente mês na instituição.

"É preciso dar uma nova esperança às escolas, e que as empresas passem a dar oportunidades à juventude porque existe muito talento no nosso país", frisou.

André Pedro destacou a importância da Feira por divulgar o que se cria na ITEL de modo a se chamar atenção dos empresários nacionais e estrangeiros visando o aproveitamento dos projectos.

"Temos nessa feira 162 projectos criados por alunos e convidamos nesta edição empresários para tomarem conhecimento e trocarem ideias com os criadores, bem como criar um ambiente de confiança entre a ITEL e outras empresas do sector", realçou.

Disse que os projectos expostos são de mais alto nível e que a actividade visa igualmente acabar com a desconfiança das empresas relativamente à qualidade dos produtos.

"Queremos contrapor a ideia dá ma qualidade das invenções, queremos que o Ministério da Indústria passa por aqui, identifica aquilo que podemos alocar a nossa indústria. Era bom que os responsáveis ministeriais tomassem contacto com os projectos que são diversos", disse André Pedro.

O evento tem como objectivo criar oportunidades para os alunos apresentarem seus projectos à comunidade, bem como concorrerem a prémios, além de servir de estímulo ao desenvolvimento de um espírito inovador e empreendedor.

O ITEL é uma instituição pública de Ensino Médio Técnico Profissional ministrando, na área de informática, os cursos de técnico de informática e de técnico de informática e sistemas multimédia, e na área de electricidade, electrónica e telecomunicações, bem como o curso de técnico de electrónica e telecomunicações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.