O director do INEA na província do Bié, Victor de Matos Tavira, disse à Angop não corresponder a  verdade a existência de vagas para serem preenchidas.

Por esta razão, aconselhou os cidadãos a não dar crédito a informação avançada pelas redes sociais.

Esclareceu que os rumores basearam-se no facto de o Governo Provincial do Bié ter beneficiado, do Ministério da Construção, a 27 de Janeiro do ano em curso,  de um kit de equipamentos diversos para terraplanagem e construção de estradas, no quadro do programa de melhoria da mobilidade de pessoas e mercadorias no país.

"O que há é a reestruturação do INEA que dentro de pouco tempo poderá contar com um novo estatuto orgânico e a seu tempo as autoridades podem anunciar um preenchimento de vagas em função das necessidades do sector a nível do país”, disse.

Victor de Matos Tavira lembrou que o Bié, à semelhança de outras províncias já realizou um concurso público em 2019, que permitiu a selecção de 100 candidatos encaminhados a Luanda, dos quais apenas 10 efectuaram os exames e aguardam agora a publicação dos resultados.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.