Constam dos produtos incinerados, segundo declarações do responsável do Inadec, Domingos Ventura Felgueiras, 136 caixas de peixe espada, 96 de cachucho e 34 de sardinha.

O responsável disse que a apreensão destes bens alimentares nocivos à saúde humana resultou de denúncias de consumidores.

Domingos Ventura Felgueiras aconselhou os consumidores no sentido de denunciar eventuais actos de infracções comerciais para desencorajar os autores dessas práticas que violam a Lei de Defesa do Consumidor.

Na província do Bengo, o Inadec registou 88 infracções contra 66 transgressões notificadas em 2018, o que permitiu a arrecadação de um milhão e 404 mil kwanzas.

Nesse período foram notificadas 55 instituições comerciais contra 12 do período homólogo, como resultado de 149 visitas de fiscalização.

O Inadec é a entidade pública destinada a promover a política de salvaguarda dos Direitos dos Consumidores, bem como coordenar e executar as medidas tendentes à sua protecção, informação e educação, e de apoio às organizações de consumidores.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.