O estabelecimento estará encerrado durante quatro dias por estar a especular os preços dos produtos da cesta básica informou à Angop, em Saurimo, o chefe dos serviços provinciais do Inadec da Lunda Sul, Domingos Mwatelembe.

Referiu que durante a inspecção, os técnicos do Inadec constataram ainda infracções como má organização dos produtos, falta de livros de cálculo, alvará comercial e de sanidade.

Explicou que durante os quatro dias de encerramento, o proprietário terá de organizar os produtos no armazém, tratar da documentação e pagar a multa pela especulação de preços, para poder reabrir o espaço comercial.

Disse que o encerramento do estabelecimento decorreu de uma denúncia pública, feita por um cliente do referido armazém, no âmbito da colaboração existente entre o Inadec e os consumidores.

Encorajou a população a continuar com as denúncias, de forma a evitar a especulação de preços e penalizar eventuais infractores.

Salientou que o Inadec na província da Lunda Sul carece de técnicos e meios de transportes para atender a demanda, visto que a região possui cerca de mil e 486 instituições de venda de produtos diversos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.