O governante, que falava à imprensa no workshop nacional para analisar os planos e relatórios de informação dos governos provinciais, explicou que a estatística e o planeamento são instrumentos importantes para a gestão da administração pública.

Para ele, o uso correcto de técnicas para a recolha, tratamento de informações reportadas pelo GEPs e o uso das novas tecnologias de informação vai permitir aos decisores públicos melhorar a tomada de decisão e dar resultados concretos aos problemas enfrentados pela população.

“As informações não devem esperar um relatório trimestral ou mensal para que se possa dar respostas céleres sobre preços, disponibilidade de produção, entre outros assuntos que devem ser reportados de forma oportuna”, referiu.

Por outro lado, informou que será aberto um centro de formação de estatística para assegurar que se tenha metodologias correctas de recolha, tratamento e divulgação de informação de modo uniforme e com o mesmo formato.

Sérgio Santos reconheceu que se precisa reforçar o Sistema Nacional de Planeamento, justificando que o presente encontro visa passar as metodologias concretas para melhorar o papel desempenhado pelos GEPs.

Ao se referir aos constrangimentos na recolha de informação, devido à distância das comunas e municípios em relação às sedes das províncias, afirmou que se procura adoptar metodologias mais ligadas às tecnologias e qualidade de informação, para melhorar as técnicas de estatística correctas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.