A porta-voz do Conselho de Ministros de Moçambique, Ana Comoana, declarou que a isenção consta de uma revisão do Regulamento das Operações Petrolíferas que o Governo aprovou hoje na sua sessão semanal.

“As concessionárias do setor petrolífero já estão inscritas noutras bolsas, pelo que seria impor a duplicação de uma obrigação que já cumpriram noutros países”, declarou Ana Comoana.

A porta-voz do Conselho de Ministros de Moçambique adiantou ainda que o Governo aumentou de 40 milhões de meticais (581 mil euros) para 80 milhões de meticais (1,1 milhão de euros) o valor mínimo de serviços e bens exigido para a realização de concurso público por parte das empresas de petróleo e gás no país.

A medida, prosseguiu Ana Comoana, visa acompanhar a desvalorização do metical nos últimos anos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.