Esta informação foi avançada esta sexta-feira, em Menongue, pelo governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, na recepção, na sede do governo, de nove novos engenheiros agrónomos nacionais, dos 21 previstos, que irão trabalhar nos nove municípios da província, no âmbito do Programa de Extensão Rural em execução junto das famílias camponesas.

Admitiu que o programa em referência e já aprovado irá transformar a situação económica e social da província, uma vez que um dos principais problemas do Cuando Cubango é à fome e à pobreza.

A província  depende muito de produtos do campo que vem do Bié, Huambo e da Huíla, uma situação que o governo quer ultrapassar criando auto-sustentabilidade dentro do Cuando Cubango.

De acordo com Júlio Bessa, pretende-se desenvolver o referido programa potenciando as famílias rurais, com a atribuição de um tractor por cada município, para lavrar as terras dos camponeses, a distribuição de sementes, bem como ensinar as famílias sobre as melhores práticas do cultivo, razão do recrutamento de 21 técnicos agrários.

O governador prometeu criar as condições para a acomodação, apoio psicológico, logístico dos agrónomos, que irão trabalhar em coordenação com o Gabinete Provincial da Agricultura, Florestas e Pescas.

Pediu aos engenheiros respeito às populações para sucesso da actividade, estabelecendo abertura para o diálogo, na convivência, na troca de experiência.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.