Trata-se de uma iniciativa que conta, desde já, com brigadas de vendedores nos municípios de Luanda, Viana, Cazenga, Kilamba Kiaxi e Cacuaco, onde disponibilizam café na rua.

O Programa Ginga Desperta entra em "cena" numa altura em que Angola procura impulsionar o empreendedorismo para aumentar a oferta de trabalho, ante o quadro de crise económica.

A iniciativa tem um modelo de negócio que assenta numa relação entre a Angonabeiro e uma rede de operadores e vendedores de rua, que criam o seu próprio emprego.

Conforme uma nota da Angonabeiro, com o projecto, os operadores servem, por 200 kwanzas, uma bebida 3 em 1, pronta a beber, que junta o café de Angola, leite e açúcar.

Neste negócio, os operadores Ginga Desperta são responsáveis pelos locais de armazenamento e preparação dos materiais, sob  rigorosos padrões de qualidade e segurança.

Cabe-lhes, ainda, o recrutamento dos vendedores e a gestão da operação Ginga Desperta, que leva Ginga 3 em 1 às ruas por onde passam.

Após um processo de selecção, as equipas Ginga Desperta são enquadradas num rigoroso plano de formação de acordo com um modelo que integra regras de higiene e segurança, qualidade, comportamento, etiqueta, valorização pessoal e a forma perfeita de servir café.

Com esse novo passo, a Angonabeiro reforça a sua aposta no canal de vendas directas, desta vez, com uma estratégia que estimula o empreendedorismo social.

Isso é feito através da criação imediata de postos de trabalho próprios, proporcionando a entrada de novos empreendedores para a  economia formal, e que, com este projecto, "dão forte sinal de resiliência"

Ginga é a marca de café produzida em Angola, pela Angonabeiro, empresa subsidiária do Grupo Nabeiro. É integralmente produzida no país, com recurso apenas a café de fazendas angolanas.

A Angonabeiro é a empresa do Grupo Nabeiro que, desde o ano 2000, actua no mercado Angolano na área do comércio e da indústria.

O Grupo Nabeiro e a Delta Cafés mantêm uma forte e antiga ligação com Angola, que remonta à época em que o País ocupava já um lugar de relevo na produção mundial de café.

Em finais dos anos 90, a Delta Cafés foi convidada pelo Governo de Angola a colaborar na reabilitação e reactivação de uma antiga unidade industrial, com o objectivo de relançar a marca de café Ginga, com produção de café 100% angolano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.