A informação foi avançada nesta segunda-feira, em Luanda, pelo director nacional para economia, competitividade e inovação do Ministério da Economia e Planeamento, Marcelino Pinto.

O responsável sublinhou que haverá autocarros em pontos como Frescangol, no município do Cazenga, Ponte Amarela, em Viana e outros na entrada da zona até ao local de exposição para apoiar pessoas que não tenham meios de transporte próprio.

O responsável, que falava numa conferência de imprensa, não avançou o número de autocarros disponíveis, mas referiu que o acesso está devidamente assegurado, esperando poder contar com a participação da população na “maior bolsa de negócios”.

Lembrou que o evento tem um orçamento previsto de 477 milhões e 406 mil kwanzas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.