A missão empresarial chinesa, que prevê visitar a capital angolana em Dezembro próximo, pretende estreitar a cooperação nas áreas de Agricultura, Pescas, Minas, infra-estruturas e Aviação Civil, segundo o embaixador de Angola na China, João Salvador dos Santos Neto, que visitou recentemente a cidade chinesa de Shenzhen.

Citado numa nota de imprensa a que a Angop teve acesso hoje, o diplomata afirma que se tem assistido um aumento  de manifestações de intenção de investidores chineses, que abrem execelntes perspectivas para a redinamização da indústria nacional.

Com o mesmo objectivo, em Outubro último cinco grupos empresariais de diferentes províncias da China visitaram Angola e manifestaram também o interesse de investir em áreas produtivas.

A visita de João Salvador dos Santos Neto à cidade chinesa serviu também para manter encontros com representantes da Câmara de Comércio desta região, uma instituição com um milhão e setecentos mil associados dos diversos ramos da actividade empresarial.

Conhecida como cidade tecnológica pela constante inovação, o diplomata angolano aproveitou a ocasião para abordar com potenciais parceiros ligados às novas tecnologias, energia e petróleos, que manifestaram também a sua disponibilidade em aprofundar as relações económicas com Angola.

Shenzhen é uma das maiores e mais importanes cidades da China, localizada na província de Guangdong, sul do país, ao norte de Hong-Kong.

Foi a primeira cidade chinesa a abrigar uma zona económica especial, implementada pelo Governo chinês em 1979 e que transformou radicalmente a cidade, figurando hoje como um dos principais centros financeiros, urbanos, culturais e administrativos da China.