“Não há qualquer plano de aumentar os preços ou de cancelar o serviço”, disse à Lusa um porta-voz da empresa em Bali.

Um comunicado da empresa refere que o cancelamento de um voo, no passado dia 07 de novembro, se deveu a “problemas operacionais” e que a ligação foi retomada “sem problemas” desde então.

"Sim, os voos da Sriwijaya Air sofreram cancelamentos a 07 de novembro de 2019 ontem. Houve restrições operacionais e tomamos imediatamente medidas para superá-las, para que no dia seguinte e até hoje o voo volte a operar normalmente”, referiu Adi Willi Hanhari Haloho, responsável de comunicação da Sriwijaya Air.

A mesma fonte confirmou que os preços das viagens continuarão a ser de cerca de 200 dólares (180 euros) por viagem, havendo apenas uma alteração, dependendo do avião, no limite máximo de bagagem incluída, que se reduz, em alguns casos, para 15 quillos.

Jefferson Jauwena, diretor administrativo da empresa, explicou num outro comunicado que os problemas operacionais afetaram vários voos da empresa na Indonésia.

A Sriwijaya tem ligações diárias entre Bali e Dili com passageiros a apontarem vários casos de cancelamentos ou adiamentos dos voos, em alguns casos anunciados já com os passageiros no check-in.

Além da empresa também a indonésia Citilink mantém ligações diretas com Díli, cidade que é ainda servida por voos para Darwin (Austrália) e para Singapura.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.