Para a concretização da iniciativa, a província recebeu do Ministério da Agricultura 50 tractores, 50 grades e 25 charruas para a criação de cinco brigadas compostas por dez tractores cada.

Em entrevista à Angop, o director do Gabinete Provincial da Agricultura e Pescas do Bengo, Faustino Ngonga, explicou que foi aberto um processo de admissão de candidaturas para as brigadas de mecanização agrícola, que deveria terminar no final do mês de Agosto, mas foi prorrogado até 15 de Setembro.

Entre os requisitos exigidos aos candidatos à aquisição de uma Brigada de Mecanização Agrícola destaca-se a disponibilidade para contratar trabalhadores da extinta Mecanagro.

Actualmente existem duas Brigada de Mecanização Agrícola na localidade da Kissomeira, município do Dande, uma com oito e outra com sete tractores.

Em 2018 foram preparados 125 mil 560 hectares para a agricultura na província e, segundo o director do Gabinete Provincial da Agricultura e Pescas do Bengo, grande parte foi feita de forma manual, visto ser predominante a agricultura familiar nesta região do país.

Pretende-se com a introdução da mecanização agrícola impulsionar a actividade dos camponeses, uma vez que o produtor poderá extrair o máximo proveito do seu trabalho, com menor esforço.

Actualmente estão controladas 155 associações de camponeses e 118 cooperativas agrícolas na província do Bengo.

No ano agrícola 2017/2018 foram produzidos na província do Bengo seiscentos e 95 mil e 334 toneladas de produtos diversos, um aumento de 61 mil toneladas em relação à campanha anterior, resultado dos instrumentos de trabalho distribuídos aos camponeses.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.