Em entrevista à Angop, Mário Santos, director-geral da Huilux, disse que, devido ao novo coronavírus, o volume de produção atinge agora 12 toneladas por dia, sendo nove (ton) de álcool em gel e três (ton) de produtos de desinfecção de superfícies susceptíveis de contaminação, como maçanetas de portas, mesas e bancadas.

Destaca o reforço da produção de desinfectantes como prioridade para que não haja quebra no abastecimento do mercado nacional, que, a seu ver, regista elevada procura, sobretudo, de álcool em gel para higiene das mãos como prevenção à nova pandemia.

Ainda acrescentou que pelo menos 80 porcento dos 71 trabalhadores estão neste momento em regime de quarentena interno, para manter a produção industrial por conta das medidas do governo de contenção da contaminação pelo vírus da Covid-19.

“Internamente, criamos condições para ter a equipa no circuito fechado para poder dar respostas às necessidades actuais da sociedade”, aclarou, avançando que Luanda, por exemplo, absorve cerca de 80 porcento da produção via lojas de distribuidores e, também, de grandes superfícies comerciais.

O responsável fez saber que a Huilux conta com quatro linhas de enchimento de detergentes líquidos para desinfecção e limpeza, incluindo uma instalada para três toneladas/dia de produtos cosméticos antissépticos, mas de momento a operar a 10 porcento da sua capacidade.

Mário Santos indicou que, além da África do Sul, a empresa importa matéria-prima na Ásia e Europa, tendo esclarecido que, face às dificuldades de importação e para uma produção de mês e meio, a fábrica consome em média 35 toneladas de etanol - da Biocom.

A Huilux – Indústria, Comércio e Prestação de Serviços é uma empresa 100 porcento angolana destinada à produção de detergentes para atender à indústria petroquímica, farmacêutica e agro-pecuária, além da higiene e limpeza doméstica.

Surgiu em 2014 no Pólo de Desenvolvimento Industrial da Catumbela (PDIC), num investimento de um milhão e 800 mil dólares norte-americanos.

Em Angola, já são 14 pessoas infectadas pelo novo coronavírus, das quais dois óbitos e igual número de recuperados .

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.