Ao falar à imprensa, na cessão de empossamento de cinco conselhos fiscais, orientada pelo ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, o presidente conselho fiscal disse que o órgão deverá centrar-se num acompanhamento rigoroso da gestão, para melhorar cada vez mais aquilo que é o desempenho dos gestores do laboratório.

Nelito Victor disse que a tomada de posse, o sector espera dinamizar aquilo que já é feito, actuando de acordo com a Lei.

O conselho vai recomendar e dar sugestões no sentido do laboratório cumprir com o seu de verificação dos materiais utilizados nas obras, para melhor qualidade e assim tenhamos então obras com qualidades.

Na ocasião, o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, desejou a todos sucessos e êxitos nas suas funções, sublinhando que o sector atravessa momentos difíceis, decorrente da crise financeira.

Foram empossados como membros do Conselho Fiscal do Laboratório de Engenharia de Angola (LEA), Nelito Victor, presidente do Conselho Fiscal do Instituto de Estradas de Angola (INEA), João Neto Correia José, presidente do Conselho Fiscal do Instituto Nacional de Obras Públicas (INOP), Laurentino Vatilene Serafim, presidente do Conselho Fiscal do Instituto Regulador da Construção Civil e Obras Públicas (IRCCOP), Cláudio Izequias Tchivinda e o presidente do Conselho Fiscal do Fundo Rodoviário Obras de Emergência (FROE), Raquel Vanda Pires da Costa.

O Laboratório de engenharia tem por missão certificar a qualidade dos materiais utilizados na construção civil de obras públicas e privadas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.