De acordo com Guilherme machado, o principal objectivo da presença empresarial brasileira na FILDA é dar continuidade aos contactos e negócios já realizados, bem como oferecer novas oportunidades de negócios entre empresas do seu país e angolanas.

Brasil participa na 31.ª Feira Internacional de Luanda com mais de 20 empresas ligadas aos sectores de alimentos, construção, cosméticos, máquinas e equipamentos e outros.
Dados estatísticos da Apexbrasil, indicam que em 2013 o fluxo comercial entre Brasil e Angola foi de aproximadamente de dois mil milhões de dólares.

As exportações brasileiras para Angola são compostas principalmente por veículos e materiais para vias férreas, carne de aves, soja e grãos de solo, máquinas e motores, produtos metalúrgicos, matérias electrónicos, aeronaves, farinhas para animais, móveis e mobiliário e médico-cirúrgico.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.